segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Caminho Francês de Santiago - Sarria a Santiago de Compostela

Pitões das Júnias - Portela do Homem

Trilho realizado no PNPG, com inicio na pitoresca aldeia de Pitões das Júnias atravessando o território do Parque Nacional Peneda Gerês acompanhando quase na totalidade do percurso a linha da Fronteira entre Portugal e Espanha.

Trilho com uma extensão de 29 kms e uma duração aproximada de 15 horas e de extrema dificuldade passando por 4 dos pontos mais altos naquela zona:

Fonte Fria - 1458 metros
Pico da Nevosa - 1548 metros
Altar dos Cabrões - 1538 metros
Laje do Sino - 1463 metros

Os 4 cumes

Fonte Fria - 1458 metros
Pico da Nevosa - 1548 metros
Altar dos Cabrões - 1538 metros
Laje do Sino - 1463 metros


São Martinho do Campo - São Bento da Porta Aberta

Vídeo resumo dos 26,4 km de peregrinação de S. Martinho do Campo (Póvoa de Lanhoso) até ao Mosteiro de São Bento da Porta Aberta.


---------------------------- São Bento da Porta Aberta ------------------------------


O culto a S. Bento, em Rio Caldo, deve a sua origem à influência dos monges de Santa Maria de Bouro. Em 1640, é construída a primitiva ermida, numa pequena elevação.Segundo a tradição, esta possuía um alpendre, como a maioria das capelas do alto dos montes, e tinha sempre as portas abertas, servindo de abrigo a quem passava... daí lhe terá advindo a designação de S. Bento da Porta Aberta. O actual Santuário é recente. Iniciou-se a sua reconstrução em 1880 e concluiu-se em 1895. São dignos de realce os painéis de azulejos da capela-mor, que retratam a vida de S. Bento, assim como o retábulo de talha coberto a ouro. Devido ao aumento do número de peregrinos, em 1998, foi inaugurada a actual Cripta.

Ao longo dos tempos, muitos milhares de peregrinos têm percorrido, a pé, dezenas de quilómetros em direcção ao santuário de S. Bento da Porta Aberta. Vários caminhos da Fé foram sendo traçados, em conformidade com a região de onde provinham os romeiros. Assim, surgem os caminhos do Formigueiro, das Pontes, de Montalegre, de Vilar da Veiga e de Lóbios, entre outros.

Nestas peregrinações, para além do sacrifício da caminhada, ainda se mantém o costume centenário de se oferecerem grandes quantidades de sal. Este, outrora, era pedido de porta em porta e o peregrino não o podia pousar durante a caminhada.

O costume radica, entre outras tradições, na oferta que os salineiros faziam, incentivados pelos frades, para a ajuda das despesas dos santuários dependentes do Mosteiro de Bouro, entre os quais se contava o de S. Bento. Como estas ofertas eram realizadas em dias de romaria, também outros peregrinos começaram a imitar os salineiros e, assim, o costume se vai espalhando, perdurando até aos dias de hoje

As principais peregrinações realizam-se durante os meses de Março, Julho e Agosto.

In: http://www.sbento.pt/




sexta-feira, 30 de maio de 2014

Trilho Entre-Barragens

Em Busca da Aldeia Mágica de Drave

Rota das Amendoeiras

Costa dos Castanheiros- Serra da Cabreira

Fafião-Sesta da Amarela-Lagarinho-Touça-Fafião

Laguna de los Peces - Peña Trevinca




O regresso como Videolog

Olá a todos,

Finalmente depois de uma paragem, poderão encontrar novamente publicações actualizadas das minhas caminhadas.
Agora poderão usufruir deste Blog em formato de Videolog, ou seja as publicações referentes ás caminhadas serão apresentadas em Formato de vídeo.
Agora toca a relaxar e desfrutem a viagem...

David Gonçalves
Ocorreu um erro neste gadget