quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Espiríto Selvagem


“...devias mudar radicalmente o teu estilo de vida e começar a ter coragem para fazer coisas que nunca antes tenhas pensado fazer ou que tenhas receado tentar. Há tantas pessoas que vivem infelizes e que no entanto não tomam a iniciativa de alterar a sua situação porque ficam condicionadas a uma vida de segurança, conformismo e conservadorismo. Tudo isto pode parecer conferir-lhes paz de espirito. No entanto, na realidade, nada é mais prejudicial para um espírito aventureiro no interior de um homem do que um futuro seguro.O principio básico do espírito livre de um homem é a sua paixão pela aventura. A alegria de viver provém dos nossos encontros com novas experiências, e por isso não existe maior prazer do que ter um horizonte em eterna mudança, para cada dia ter um sol novo e diferente. Se desejas tirar maior partido da vida, deves perder a tendência para a monôtona segurança e adoptar um estilo de vida agitado que, á primeira vista te poderá parecer extravagante. Mas quando te habituares a este tipo de vida, compreenderás todo o seu significado e incrivel beleza (...) e deves fazê-lo com economia: nada de hóteis, cozinha a tua própria comida, regra geral gasta o menos possível e apreciarás tudo com muito mais intensidade.”

Abril 1992
Chris McCandlless
In “Into the Wild”
Fotografia: David Gonçalves

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Citação


"Em todas as coisas da natureza existe algo de maravilhoso"
Fonte: "As Partes dos Animais"
Autor: Aristóteles
Fotografia: David Gonçalves

O Gerês por Miguel Torga


"Há sitios no mundo que são como certas existências humanas: tudo se conjuga para que nada falte à sua grandeza e perfeição.Este Gerês é um deles."

Miguel Torga
Fotografia: David Gonçalves

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Quando as coisas não correm como queremos...

6-6-2009


Há dias assim e esse dia foi um deles.Tudo estava planeado para madrugar e fazer o trilho da Cumeada pela 1ª vez, na companhia de Abel Vieira e Rui Barbosa,que seria também uma estreia o facto de caminhar com ele, mas como é a Natureza que dita as leis, essa "bi" estreia teve de ser adiada devido ás péssimas condições climatéricas que nos brindavam com uma chuva constante acompanhada de algum frio.
Refeitos os planos decidi esperar para ver se o tempo melhorava na parte de tarde e iria fazer o trilho da Calcedónia com Abel Vieira...mas pouco depois de começarmos a andar percebemos que a chuva não iria abrandar e foi com muita pena que tivemos de voltar para trás...
Já conformados com o facto de não podermos caminhar nesse dia, decidimos "dar uma volta" de carro pelo PNPG e essa acabou por ser a decisão mais acertada perante aquele cenário. As coisas compuseram se ao deslumbrarmo-nos com o que os nossos olhos contemplavam...Campo do Gerês,Vilarinho das Furnas,Mata da Albergaria e por fim uma visita a os baños, acabaram por salvar o dia...sim, pois mesmo num dia feio como aquele voltamos a casa com a certeza que vinhamos do mais belo cantinho do Mundo...










Fotografia: Abel Vieira/ David Gonçalves

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Mais fotos da Actividade de limpeza no PNPG 2009




Aqui ficam mais algumas fotos desta fantástica actividade realizada dia 5 de Setembro de 2009.As fotos são da autoria de Susana Morais, pertencente ao grupo Portela de Leonte-Preguiça:









quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Más notícias...



www.tvi24.iol.pt/sociedade/chamas-fogo-geres-ultimas-tvi24/1088291-4071.html

A Corça



A corça ou corço, ou ainda cabra-montês (Capreolus capreolus), é um mamífero artiodáctilo da família dos cervídeos que ocorre na Europa, Ásia Menor e na região ao redor do Mar Cáspio.
A corça é o menor cervídeo europeu, variando de 95 a 135 cm de altura e pesando entre 18 e 29 kg. A pelagem varia de cor e comprimento, sendo curta e avermelhada no Verão, longa e castanho-acinzentada no Inverno.
As galhadas, presentes só nos machos, são curtas e pontiagudas. São usadas na disputa por fêmeas durante a época de reprodução, no Verão. No Outono, as galhadas caem para crescerem novamente na Primavera.
A média de vida de uma corça selvagem é de oito anos, podendo chegar aos 14 anos.
A corça alimenta-se de folhas, brotos, cascas de árvores e também de plantas cultivadas.
A temporada de reprodução da corça é no alto verão, quando os machos se tornam territoriais. O embrião da corça passa por um processo chamado de implante atrasado, que permite o filhote nascer durante a primavera. A gestação tem o tempo de duração aproximado de 300 dias, ao fim dos quais nascem um, ou raramente, dois filhotes.
Os filhotes nascem com marcas brancas características sobre os flancos, que desaparecem passados cerca de dois meses. Após este período, o filhote é desmamado, permanecendo com a mãe até o nascimento da próxima ninhada.
A corça é normalmente um animal de hábitos solitários, preferindo realizar as suas atividades durante o nascer e o pôr-do-sol.
Na Europa, a corça distribui se por quase todos os países, estando ausente da Irlanda, Islândia, Córsega, Sardenha e norte da Escandinávia. A oriente, a corça alcança o oeste da Rússia, Ásia Menor até o Mar Cáspio, incluindo o norte da Síria, Iraque e Irão. Devido a sua adaptabilidade, a corça sobrevive bem em ambientes alterados pelo homem, sendo o cervídeo mais comum da Europa.
Em Portugal, a corça ocorre principalmente no norte e ao longo da fronteira com a Espanha. Áreas protegidas com populações de corças são o Parque Nacional da Peneda-Gerês, Parque Natural de Montesinho, Parque Natural do Alvão e o Parque Natural do Douro Internacional. Recentemente registou se o seu reaparecimento na Reserva Natural Serra da Malcata.



In Wikipédia

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Minas dos Carris Finalmente!

Foi no dia 26 de abril de 2009, que cheguei pela 1ª vez a Carris...
O dia começou bem cedo, e por volta das 7h30 eu e Abel Vieira, começamos a subir pelo velho estradão ao longo do Vale do Homem, gozando um perfeito céu azul, uma temperatura amena e as deslumbrantes paisagens que iam surgindo diante dos nossos olhos.
Foi uma subida calma aproveitando cada instante ao máximo, uma subida a sós que culminaria com a visão das minas dos carris e das belissimas paisagens envolventes.
Lá em cima não estávamos tão sós como previamos mas nem por isso a estada na minas foi menos espetacular...Almoçamos com vista para o pico da nevosa e arredores e de seguida "a cereja no topo do bolo", foi a bela da sesta junto á represa de carris.
Depois do merecido descanso encetámos uma subida ao marco geodésico de carris, para mais uma série de fotografias seguido de uma breve visita pela zona residencial de carris.
Com alguma pena mas com a alma mais leve regressamos pelo mesmo caminho, desta vez vendo o sol a pôr se á nossa frente.Eram aproximadamente 20h30 quando regressamos á ponte sobre o rio Homem.Já tinham passado 13 horas desde que tinhamos começado esta jornada mas mesmo assim soube a pouco...Antes de chegar á Portela do Homem ainda fomos brindados pela visão de um casal de garranos na companhia da sua cria que indiferentes á nossa presença aproveitavam o final de dia em plena Mata da Albergaria... foi assim que voltamos para a "vida normal", deixando uma silenciosa promessa de voltar em breve...ao certamente mais remoto,selvagem e deslumbrante "lugar" do mais belo cantinho do mundo...



fotografia © David Gonçalves/Abel Vieira

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

domingo, 6 de setembro de 2009

PNPG de cara lavada!



O dia ajudou com um dia soalheiro e os cerca de 40/50 voluntários, puseram mãos á obra nesta actividade organizada por Rui Barbosa administrador do blogue: carris-geres.blogspot.com ,foram sacos e sacos de lixo recolhidos durante todo o dia, numa missão que mais parecia impossivel mas que no final do dia nos alegrou a alma, observando as várias zonas limpas como se nada tivesse jamais acontecido e como se vivessemos num país civilizado, livre da estupidez do Homem.
Muito obrigado a Rui Barbosa por ter sido o obreiro e mentor desta actividade fantástica e por todo o esforço e dedicação com que se entregou a este desafio, sensibilizando e mobilizando nos a todos.
Um agradecimento especial ao pessoal do PNPG pela "mãozinha" e pela simpatia.
Por fim um último agradecimento a todos os outros voluntários que tal como eu fizeram com que o cantinho mais belo do mundo dormisse de cara lavada...




fotografia © David Gonçalves

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Domesticar o Homem

Agora que nos vamos aproximando cada vez mais da Actividade de limpeza no PNPG(faltam 2 dias),convém não esquecer que há muitas atitudes a mudar, não só na preservação da natureza mas tambem em relação ao vil tratamento dos quais muitos animais são vítimas nas mãos do Homem...tudo isso em pleno século XXI...



No inicio foi necessário civilizar o homem em relação ao próprio homem. Agora é necessário civilizar o homem em relação a natureza e aos animais.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Garrano



Garrano é uma raça de cavalo nativa do Norte de Portugal, utilizada desde há muitos séculos como animal de carga e trabalho. Devido ao seu tamanho é considerado um Pónei. Habita actualmente em estado semi-selvagem nas zonas da serra do Geres e da serra da Cabreira, tendo em tempos habitado o Minho e Trás-os-Montes donde é oriundo. É uma raça protegida devido ao risco de extinção a que esteve sujeito até há pouco tempo. Hoje o "Garrano" encontra-se não apenas no meio selvagem mas também na posse de alguns criadores particulares, que actualmente já vem a aumentar o seu numero devido 'as caracteristicas do cavalo (dócil para com as crianças, inteligente, trabalhador, de fácil treino..). A sua cor é castanho, as suas crinas e rabada de cor preta, e não ultrapassa 1,35m Além de animal de tiro também tem aptidão para sela. É também utizado no norte de Portugal como cavalo de corrida onde é muito admirado.
In Wikipédia

Ocorreu um erro neste gadget